jusbrasil.com.br
7 de Março de 2021
    Adicione tópicos

    OAB SP DEFENDE ELEIÇÃO DIRETA PARA O CONSELHO FEDERAL DA OAB

    Durante sua primeira reunião , nesta segunda-feira (18/2), o Conselho Seccional da OAB SP, composto por 180 membros titulares e suplentes, decidiu por unanimidade apoiar a proposta colocada pelo presidente da Seccional, Marcos da Costa, de eleições diretas para a diretoria do Conselho Federal da OAB. Atualmente, o pleito é formalizado pelo voto de um colégio eleitoral formado pelos 81 conselheiros federais.

    OAB - Seccional São Paulo
    há 8 anos

    Para Marcos da Costa, o modelo do voto indireto se esgotou

    “Possa a advocacia do Brasil, em especial a de São Paulo, manifestar suas preocupações com o debate eleitoral que é imprescindível ao processo democrático, principalmente em se tratando da OAB, que ao longo seus mais de 80 anos tem estado à frente na defesa dos valores da democracia do Brasil”, disse Costa.

    O presidente Marcos da Costa levou a preocupação da advocacia paulista, atualmente com mais de 320 mil inscritos, ao presidente do Conselho Federal da OAB, Marcos Vinicius Furtado Coêlho, que na última segunda-feira visitava São Paulo para cumprir uma ampla agenda de compromissos.

    Segundo Marcos da Costa, a última eleição para o Conselho Federal, no final de janeiro, demonstrou que o modelo do voto “indireto” se esgotou: “Precisamos de um modelo que atenda de forma mais adequada à representação da advocacia do Brasil. Estaremos solicitando aos nossos Conselheiros Federais que ostentem essa bandeira junto ao Conselho Federal”, comentou.

    O Conselho da OAB SP renovou 50% de seus membros titulares. “Não tenho dúvidas de que esta gestão será histórica, profícua, marcante, porque temos reunidas no conselho as grandes lideranças da advocacia no Estado de São Paulo. Enfrentaremos os desafios com muito trabalho, união e firmeza”, disse, lembrando que alguns obstáculos já vêm sendo superados, como o caso da digitalização da Justiça do Estado e da Justiça do Trabalho e a redução do horário dos fóruns.

    Compuseram a mesa de trabalho: Ivette Senise Ferreira, vice-presidente da OAB SP; Caio Augusto Silva dos Santos, secretário-geral ; Antonio Ruiz Filho, secretário-geral adjunto, Carlos Roberto Mateucci, diretor-tesoureiro; os conselheiros federais :Luiz Flávio Borges D’Urso, Guilherme Batochio, Marcio Kayatt, Arnoldo Wald Filho; Sergio Rosenthal, presidente da AASP (Associação dos Advogados de São Paulo) ; José Horácio Halfedl Rezende Ribeiro, presidente do IASP (Instituto dos Advogados de São Paulo) ; Ricardo Dagre Schmid, presidente da AATSP (Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo); Fábio Romeu Canton Filho, presidente CAASP; Sergei Cobra Arbex, secretário-geral da CAASP; Jorge Eluf Neto e Gisele Fleury Charmillot Germano de Lemos, diretores da Caixa, e a presidente da Subsecção de São José dos Campos, Silvia Dias.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)